Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Polícia Polícia apresenta grupo acusado de decapitar vítima por R$ 500

Polícia apresenta grupo acusado de decapitar vítima por R$ 500

0
0

Após o crime bárbaro ocorrido na terça-feira (07), na zona rural de Branquinha, onde um homem foi encontrado sem a cabeça, a Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP) apresentou na tarde desta sexta-feira (10) quatro envolvidos na morte de José Cícero Pereira. De acordo com a polícia, a vítima teve a morte encomendada por Cristiano Nascimento da Silva que teria pago R$ 500 para Hilquias David da Silva que foi apontado como o executor do crime.

Segundo informações do delegado de Murici, Caio Rodrigues, José Cícero teve uma discussão com Cristiano, no município de Branquinha, por motivo desconhecido. Após a discussão, Cristiano foi até a cidade de União dos Palmares e encomendou a morte da vítima.

“A informação que temos é que José Cícero estaria ameaçando Cristiano depois da briga e por este motivo, Cristiano quis matá-lo”, comentou o delegado.

Já em União, o acusado contratou Hilquias David da Silva Gomes, que estava foragido de Pernambuco, Marcos André Caetano que já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas e Nestor Félix da Silva Júnior que tem passagem por estupro de vulnerável.

De acordo com o delegado, Hilquias teria sido o responsável por esfaquear e arrancar a cabeça da vítima. “Após arrancar a cabeça, ele ficou brincando com ela”, comentou.

O delegado também comentou que os outros acusados participaram do crime fazendo a distração da vítima. “O plano era embebedar José Cícero já que ele tinha o costume de ingerir bebida alcoólica com frequência”.

Na cidade de União dos Palmares, foram presos Nestor Félix da Silva Júnior, Marcos André e Hilquias David. Já em Branquinha, foi preso Cristiano Nascimento da Silva.

Cada Minuto

Grupo responsável pela morte de José Cícero

PC.AL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *