Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Brasil Polícia prende pastor suspeito de estuprar menina de 12 anos usando nome de Deus

Polícia prende pastor suspeito de estuprar menina de 12 anos usando nome de Deus

0
0

 

RIO – A Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Santa Catarina prendeu, nesta sexta-feira, em Campos Novos, a Oeste do estado, um pastor evangélico de 47 anos. O religioso é suspeito de estuprar uma criança de 12 anos e de tentar estuprar duas adolescentes, de 14 e 16 anos, argumentando que elas deveriam fazer sexo com ele para cumprir uma ordem de Deus e quebrar um feitiço que destruiria suas vidas.

Segundo as investigações conduzidas pelo delegado Luis Eduardo Córdova, a menina de 12 anos foi vítima do pastor quando começou a frequentar a igreja do suspeito, em meados de 2016.

– Valendo-se dessa condição, o pastor disse que Deus iria lhe dar uma missão e que ela deveria cumpri-la. Dias depois, a vítima recebeu mensagem de celular dizendo que havia um feitiço em sua vida e que a única forma de quebrar esse feitiço seria fazendo amor por sete vezes com um homem de muita fé e que fosse casado – conta o policial. – A menina imediatamente procurou o pastor em busca de orientação, e o suspeito levou a efeito a prática de atos sexuais contra a adolescente.

Ainda de acordo com Córdova, em março deste ano, o pastor voltou a atacar. Ele habilitou um celular em nome de uma fiel do templo e mandou mensagem para duas outras frequentadoras, de 15 e 16 anos, conta o delegado, desta vez fazendo-se passar por um “rapaz que dizia ter estudado com as vítimas”.

O personagem criado pelo suspeito dizia ser filho de um feiticeiro que havia feito uma magia para destruir as jovens. A mensagem informava que a única maneira de as adolescentes quebrarem o feitiço era “fazer amor por sete vezes com um grande homem de Deus, abençoado e casado, mas que ninguém poderia saber disso, caso contrário as meninas poderiam até morrer”, conta Córdova.

As vítimas procuraram o pastor horas depois de receber a mensagem, em busca de orientação. Segundo o delegado, foi quando, mais uma vez, o pastor se valeu da condição de líder espiritual e disse, ainda por meio de mensagem, que as meninas deveriam obedecer à mensagem para “vencer o mal” e que ele estava à disposição. Em trechos das conversas, o pastor diz que já havia sonhado que isso iria ocorrer e que aquilo era uma ordem de Deus.

Após a prisão, o homem foi encaminhado ao Presídio de Campos Novos, local em que ficará à disposição da Justiça. A denúncia foi encaminhada ao Ministério Público.

extraglobo

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *