Banner Pro Estrada_728x90
Home Geral Alagoas MAIS CONFORTO Novas casas garantem qualidade de vida à comunidade indígena Tingui Botó

MAIS CONFORTO Novas casas garantem qualidade de vida à comunidade indígena Tingui Botó

0
0

 

 

Chaves de 25 unidades habitacionais foram entregues na segunda (24) no Povoado Olho D’água do Meio

 

Chaves das casas às comunidades foram entregues  com recursos do Programa Nacional de Habitação Rural e foi coordenada pela Emater Alagoas, responsável pelo acompanhamento desde 2015Chaves das casas às comunidades foram entregues com recursos do Programa Nacional de Habitação Rural e foi coordenada pela Emater Alagoas, responsável pelo acompanhamento desde 2015

Famílias da comunidade indígena Tingui Botó, de Feira Grande, receberam na segunda-feira (24) as chaves de 25 novas casas construídas com recursos do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR). A ação, que beneficia 67 moradores diretamente, foi coordenada pela Emater Alagoas, responsável pelo acompanhamento da comunidade desde 2015.

 

As novas unidades habitacionais possuem quartos, sala de estar e jantar, banheiro, cozinha e área de serviço e foram construídas através de acordo firmado entre a Emater e o Banco do Brasil para execução do PNHR, programa que busca garantir o acesso à moradia digna no campo. Cada casa foi construída ao custo de R$ 28 mil, dos quais apenas 4% do valor financiado são pagos pelos beneficiários.

 

O morador da comunidade, Jairã Santos, destacou que o acesso facilitado às moradias através do PNHR garante maior qualidade de vida, já que com as novas casas as famílias podem ter mais conforto e estrutura no dia-a-dia. “Antes tínhamos várias famílias morando em uma só casa ou em prédios da Funai, da Sesai, e as 25 novas casas dão condições para que a comunidade viva melhor no ambiente onde produz”, revelou.

 

 

Como previsto no PNHR, a comunidade também precisa ter acesso a ações sociais e produtivas que ajudem a desenvolver a qualidade de vida e geração de renda. Para isso, a Emater vem desenvolvendo assistência técnica na região, levando capacitações sobre agroecologia, manejo e nutrição de animais e qualidade dos alimentos, além de tirar dúvidas relacionadas às produções locais.

 

Trabalho contínuo

 

Segundo o presidente da Emater, Carlos Dias, a entrega das residências acompanha trabalho contínuo desenvolvido pela equipe técnica na comunidade e é resultado da articulação iniciada há dois anos com as lideranças indígenas para identificação das famílias e levantamento daqueles que poderiam participar da construção.

 

“Foi um processo coletivo, já que as pessoas que iriam receber as casas também tiveram acesso a recursos que permitiram que participassem diretamente da construção. E tudo foi possível com o trabalho da equipe da Emater, composta por nossa gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural, Graça Seixas, pelo supervisor da Regional Agreste I, Sílvio Trajano e do engenheiro agrônomo Mário Jorge dos Santos”, reconheceu.

 

Dias ainda explicou que a parceria com o Banco do Brasil irá se estender para fazer com que os agricultores tenham acesso a crédito e outros projetos possam ser executados nesta e nas demais comunidades para investir na produção e comercialização, fortalecendo a agricultura familiar.

 

O superintendente do Banco do Brasil em Alagoas, Marco Antônio Sanches, acrescentou que, saber que a parceria resultou em segurança, dignidades e conforto para a comunidade Tingui Botó reforça ainda mais o importante papel da Emater, prefeituras e setores públicos e privados para assistência aos agricultores familiares.

 

A solenidade de entrega também contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, Álvaro Vasconcelos, do prefeito de Feira Grande, Flávio da Granja e do secretário de Viação e Obras Fábio Lira.

Divulgação Agência Alagoas

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *