Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Alagoas HOMENAGEM Bicentenário: estudantes da rede pública estadual conhecem obras de Jorge de Lima

HOMENAGEM Bicentenário: estudantes da rede pública estadual conhecem obras de Jorge de Lima

0
0

Palestras e exposições em homenagem ao ilustre alagoano marcaram mais um mês de comemoração dos 200 anos de emancipação de Alagoas; confira a programação de maio

Um dia na presença de Jorge de Lima. Foi dessa forma que dezenas de estudantes da rede pública estadual, além de intelectuais, se sentiram, na terça-feira (25), vivenciando o projeto do Governo do Estado, que proporciona momentos de conhecimento, por meio de apresentações culturais, musicais, palestras e interação, para celebrar o Bicentenário de emancipação política de Alagoas, homenageando um ilustre alagoano a cada mês.

 

O evento aconteceu no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Jaraguá, finalizando as festividades no mês de abril.

 

O projeto foi intitulado ‘Os mundos do poeta impossível’, que trouxe uma série de encontros, palestras e exposições em homenagem ao ilustre alagoano polivalente, para o município de União dos Palmares, sua cidade natal, e Maceió.

 

O poeta e jornalista Claufe Rodrigues, produtor do programa da Globo News Literatura, foi o curador deste projeto. Rodrigues é profundo conhecedor e pesquisador da obra do escritor alagoano. O curador garante que Jorge de Lima foi um dos poetas mais influentes da cultura brasileira. O jornalista fez intervenções musicais ao lado da artista carioca Mônica Montone, interpretando as poesias de Jorge de Lima, em forma de música.

 

 

Outro momento importante, foram as palestras dos “mundos” de Jorge de Lima. O professor doutor e historiador da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Leandro Garcia foi um dos destaques do evento.

 

Profundo conhecedor de Jorge de Lima, ele abordou diversos aspectos do poeta alagoano no contexto da religiosidade, um dos traços de suas obras, expressas através de cartas entre Jorge de Lima e Amoroso Lima.

 

A abordagem do surrealismo na poesia do polivalente escritor alagoano foi destacada pelo professor doutor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) Niraldo de Freitas.

 

O estudante Mateus Marcondes dos Santos, 16 anos, da rede pública estadual, disse que se houvesse um dia de aprendizado como esses, todos os meses seria importante para ampliar o conhecimento dos grandes alagoanos que fizeram história no Brasil e no mundo.

 

“Posso dizer que esta tarde foi maravilhosa para mim. Já havia estudado um pouco de Jorge de Lima na escola, mas aqui pude conhecer muito mais e, de forma especial, além de conhecer outros escritores e intelectuais que estudam sobre ele e outras pessoas importantes para a língua portuguesa. Aprendi muito hoje. Gostaria que todo mês pudéssemos participar de um dia como esse,” observou o estudante.

 

 

O que vem por aí

Como o propósito do Governo do Estado é celebrar os 200 anos de emancipação durante todos os meses de 2017, a comissão que organiza as comemorações já adiantou que serão quatro alagoanos homenageados em maio:

 

Aurélio Buarque de Hollanda entre outras atividades ficou conhecido por ser o autor do Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa e tornou-se membro “imortal” da Academia Brasileira de Letras;  Teotônio Vilela, o político que foi considerado o Menestrel das Alagoas e faria 100 anos em 2017; Augusto Malta, nascido em Alagoas, tornou-se grande fotógrafo no Rio de Janeiro, no início do Século XX, e José Zumba, pintor popular, nascido em Santa Luzia do Norte, cuja obra está ligada à cultura do povo alagoano e aos temas da negritude.

Agência Alagoas

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *