Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Alagoas Dano Moral: Audiência nesta quarta-feira Isnaldo Bulhões quer 10 mil de indenização

Dano Moral: Audiência nesta quarta-feira Isnaldo Bulhões quer 10 mil de indenização

0
0

Grupo teria pedido cabeça de repórter por entrevista opositores na rádio Milenio.

Nesta quarta-feira (12), às 10 horas na sede do Fórum Desembargador Hélio Cabral, em Santana do ipanema, acontece a primeira audiência de conciliação entre o prefeito Isnaldo Bulhões Barros e o servidor público radialista Avânio Góes.

O gestor entrou com uma representação contra o profissional o acusando de Dano Moral, na petição é pedido R$ 10 mil em indenização.
Isnaldo teria supostamente sido ofendido por um comentário em um grupo fechado em rede social, um dos participante enviou a prefeito o comentário.
De posse do áudio ele constituiu advogado para reparar sua honra.

Segundo o radialista, Isnaldo Bulhões teria cometido ação de improbidade administrativa, devido uma ação ajuizada pelo Procurador- geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça, e pela 19ª Promotoria de Justiça, por envolvimento na “Operação Rodoleiros”, desencadeada pela Polícia Federal.

Entre os pedidos feitos ao Poder Judiciário, o MPE pede o afastamento cautelar deles dos cargos que ocupam, bem como a indisponibilidade de bens dos envolvidos. Essa noticia foi publicadas em 15 de marços de 2017.

O ex-presidente do TC. AL supostamente seria um dos responsáveis pelo esquema criminoso.

Após a publicação do pedido milionário de indenização pela imprensa, Avânio Góes, procurou a radio milênio para fazer sua defesa das acusações que aliados do prefeito estavam espalhando na cidade tentando o desqualificar acusando de mentiroso. Na entrevista ele confirmou que estava sendo intimado pelo prefeito e alguns aliados. Também disse que só teria medo da covardia e não queria ser mais um mártir na cidade.
Segundo Avânio após sua participação no Programa Liberdade de Expressão, a direção da Rádio Milenio FM teria recebido um pedido para demitir o repórter por fazer entrevista com ele e o líder comunitário Jaudiran Pereira. A emissora não aceitou a intromissão e garantiu que qualquer pessoa poderia ser entrevistada no órgão de comunicação.
O Supremo Tribunal Federal (STF), vem fazendo esforço para acabar com a indústria de Dano Moral no país, muitos agentes públicos aproveitam a lei de 1916 para tentar fatura uma verba extra.

Redação

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *