Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Justiça decreta prisão preventiva de suspeito de agredir surdas em Maceió

Justiça decreta prisão preventiva de suspeito de agredir surdas em Maceió

0
0

Magistrada apontou que há provas de que houve agressões físicas, mentais e até estupro

A juíza plantonista da 14ª Vara Criminal da Capital, Silvana Lessa Omena, decretou no sábado (29) a prisão preventiva de Lucian Guedes Ferreira, suspeito de agredir e estuprar duas mulheres surdas em Maceió. As denúncias chegaram ao conhecimento da Polícia Civil após o vídeo das agressões ganharem as redes sociais, gerando revolta dos internautas. Apesar do decreto de prisão, o suspeito segue solto e, inclusive, atualizando as postagens das redes sociais do seu perfil pessoal no Facebook.

Na decisão, a magistrada acolheu os argumentos apresentados pela equipe policial da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos a Mulher, apontando que há provas e testemunhos de que as mulheres foram vítimas de violência física, sexual e psicológica. A juíza ressalta ainda que o suspeito obrigou uma das mulheres a filmar toda a agressão, “sendo barbaramente ameaçada”.

“A prisão cautelar requerida mostra-se totalmente justificável, tendo em vista a revolta social que esse tipo de crime provoca na sociedade e nas próprias vítimas. Há de ser ressaltado que delitos dessa natureza causam um garante temor à sociedade, à Ordem Pública e à própria vítima, onde a liberdade do acusado prejudicaria a instrução criminal e a aplicabilidade da lei penal”, apontou a juíza.
gazetaweb

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *