Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Uber reage a projeto da prefeitura para regulamentar serviço em Maceió

Uber reage a projeto da prefeitura para regulamentar serviço em Maceió

0
0

Aplicativo diz que maceioense será prejudicado porque valor poderá subir 30%; matéria foi encaminhada à Câmara Municipal nessa quinta-feira

Por meio de sua assessoria, o aplicativo Uber se manifestou, nesta sexta-feira (04), sobre o projeto de lei de autoria da Prefeitura de Maceió e que busca regulamentar o serviço na capital alagoana, disciplinando o transporte individual de passageiros. Para a empresa, o atual texto da proposta cria uma série de prejuízos aos usuários.

Segundo o Uber, se o projeto for aprovado pelos vereadores, os usuários de ferramentes semelhantes também serão afetados, já que a matéria comprometeria todo o sistema, inviabilizando o transporte no formato com o qual o maceioense já se familiarizou.

Como exemplos, o Uber cita o maior tempo de espera que usuários terão de enfrentar, além do reajuste dos valores cobrados por viagem, havendo a possibilidade de aumento em mais de 30%. Outra ponto questionado pelo aplicativo é que, com o projeto, o usuário terá dificuldade em conseguir um carro durante os horários de pico, de modo que, sem a demanda esperada, muitos motoristas poderão desistir desta modalidade de transporte.

Para a empresa, a inovação e a tecnologia propostas “precisam ser estimuladas”. No mesmo comunicado, o Uber critica “a adição de burocracias e custos desnecessários para parceiros e usuários”. “O Uber apoia uma regulamentação inclusiva e que privilegie os usuários e motoristas parceiros, de forma que Maceió continue sendo a cidade do futuro que tanto queremos. Maceioenses, vocês merecem os benefícios da inovação”, reagiu.

O projeto de lei enviado à Câmara dispõe sobre a regulamentação do Serviço de Transporte Motorizado Individual Remunerado de Passageiros por meio de aplicativos, a exemplo do Uber e outros. Publicado no Diário Oficial do Município (DOM) da última quarta-feira (2), o despacho do prefeito Rui Palmeira (PSDB) foi comemorado por grande parte dos taxistas, que veem o Uber como uma ameaça, em virtude do que consideram ser uma concorrência desleal.

De acordo com a publicação, a matéria legislativa leva em consideração a necessidade de regulamentação de um serviço utilizado massivamente pela população maceioense, já que a característica principal é a execução do serviço por meio de plataformas digitais, ou seja, aplicativos específicos.
gazetaweb

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *