Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Novos magistrados encerram formação e irão assumir comarcas do interior

Novos magistrados encerram formação e irão assumir comarcas do interior

0
0

Curso finalizado nesta terça-feira (8) durou quatro meses e preparou os juízes para os desafios da prestação jurisdicional
Quatro meses após terem sido nomeados, os 12 novos juízes aprovados no último concurso público do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) concluíram o curso de formação inicial para ingresso na magistratura. A solenidade de encerramento da formação aconteceu nesta terça-feira (8), na sede da Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal). Na ocasião, foi descerrada a placa da turma e os novos juízes foram parabenizados pelo presidente do TJ/AL, Otávio Leão Praxedes; pelo corregedor-geral, Paulo Barros da Silva Lima, e pelo diretor-geral da Esmal, Fernando Tourinho de Omena Souza.

Com a conclusão do treinamento de quase 600 horas de atividades práticas e teóricas, os novos magistrados estão aptos para iniciar suas atividades nas comarcas do interior do estado, reforçando a prestação de serviços para o jurisdicionado. É o caso do juiz Ewerton Luiz Chaves Carminati, que irá assumir a comarca de Traipu, distante 188 km da capital.

Para ele, o fato de os juízes já saberem, desde o início do curso, para onde seriam designados, fez com que eles direcionassem a atenção para os desafios que os aguardam nas comarcas. “Com base nas informações que recebemos durante a formação pudemos planejar melhor as nossas ações futuras nas unidades”, observou o magistrado, que antes de ser aprovado no concurso público de Alagoas era analista judiciário no Mato Grosso do Sul.

Magistrados tiveram quase 600 horas de preparação teórica e prática antes de iniciarem os trabalhos nas suas unidades. Foto: Itawi Albuquerque
O desembargador Otávio Praxedes, presidente do TJ/AL, ressaltou que nomear os magistrados aprovados na última seleção é uma prioridade de sua gestão. De acordo com o presidente, mais um grupo de magistrados será nomeado no mês de dezembro, o que deve melhorar o atendimento à sociedade. “No início do meu mandato havia 27 comarcas sem juízes e estamos fazendo um grande esforço, dentro das dificuldades orçamentárias existentes, para preencher esses espaços”, pontuou.

Para Fernando Tourinho de Omena Souza, diretor-geral da Esmal, responsável pela organização do curso obrigatório para o vitaliciamento dos novos magistrados, concluir com êxito um curso tão detalhado demonstra a preocupação do Judiciário alagoano com a qualidade da atividade judicante, que não deve ser apenas técnica, mas cidadã e humanizada. “Foi um curso bastante puxado, mas também muito gratificante. Poucos magistrados tiveram a oportunidade de se qualificar melhor para o enfrentamento do cotidiano nas comarcas”, declarou.

Também prestigiaram a solenidade o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), José Carlos Malta Marques; o desembargador Alcides Gusmão; o vice-presidente da Associação Alagoana dos Magistrados (Almagis), José Cícero Alves da Silva; e o juiz Maurílio Ferraz.

TJ.AL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *