Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Esporte ASA perde para o Moto Club e se afunda ainda mais na Série C

ASA perde para o Moto Club e se afunda ainda mais na Série C

0
0

Alvinegro perdeu pelo placar de 1 a 0, no Estádio Coaracy da Mata, em Arapiraca
Um jogo dramático, tenso para ambos os times, mas com final feliz para o vistante. O Moto venceu, por 1 a 0, o ASA em confronto pela 15ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, na tarde deste domingo, no Municipal de Arapiraca, em Alagoas. O gol da vitória maranhense foi marcado por Toni Galego, aos 30 minutos do segundo tempo.

Foi a primeira vitória do Moto fora de casa nesta Série C do Campeonato Brasileiro e justamente em uma decisão contra um adversário direto na briga contra o rebaixamento.

Com o resultado, o Moto saiu da zona de rebaixamento ao alcançar 16 pontos. Enquanto isso, o ASA afundou na lanterna, pois permaneceu com 12 pontos, uma distância de quatro para adversários que estão logo adiante, como o próprio Moto.

Na próxima rodada, o ASA enfrenta o Cuiabá, às 16h de domingo, novamente no Municipal de Arapiraca. O Moto joga contra o Remo, às 17h15 de sábado, no Castelão, em São Luís.

O jogo

O ASA começou impondo um ritmo forte para tentar abrir o placar logo no começo do jogo. Nos dez primeiros minutos, o time da casa já havia chegado com grande perigo em duas oportunidades. Primeiro a um minuto, com Lenadro Kível, e aos nove com Jhulliam. A defesa do Moto salvou com boas participações de Saulo e Michel.

O Moto tinha dificuldades para sair e chegava mais pelas laterais, com cruzamentos na área adversária. Lorran avançava bastante e sofreu faltas dando a chance do Moto de chegar perto do gol adversário em jogadas de bola parada, mas nada que assustasse tanto.

O ASA manteve o domínio, mas o goleiro Saulo salvou o Moto em outras duas chegadas. Aos 31 minutos com Fernando Lopes e aos 33 foi a vez de Everton quase abrir o placar para o Fantasma. A frustração da torcida foi justamente a falta de gols mesmo com tantas oportunidades criadas.

Ainda no primeiro tempo, o treinador do Moto, Marcinho Guerreiro, Raí saiu para a entrada de Daniel Barros.

Contra-ataque

O segundo tempo começou com o mesmo panorama. Tanto que aos três e aos cinco minutos, Kível perdeu chances impressionantes. A marcação do Moto falhou nos lances. O anfitrião continuou com maior posse de bola e com mais frequência no ataque, mas a pressão não resultou em gol.

O Moto se segurava de todas as formas. Chegou raramente ao ataque e sem muito perigo até a entrada de Toni Galego. Ele substituiu Rone, aos 20 minutos. Dez minutos depois, praticamente no primeiro lance que teve oportunidade, fez o gol do Moto. Galego aproveitou passe de Alex Henrique em uma lance de contra-ataque. A defesa do ASA não acompanhou a velocidade dos motenses, e Galego aproveitou bem.

Depois do gol, o cenário voltou a ser com o ASA mais ao ataque, contudo com menos força. Já com o torcedor indo embora, e os chutes desesperados paravam nas mãos do goleiro Saulo.

globoesporte

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *