Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Alagoas Reeducando apresenta TCC dentro do Presídio para se formar em Engenharia de Agrimensura

Reeducando apresenta TCC dentro do Presídio para se formar em Engenharia de Agrimensura

Reeducando apresenta TCC dentro do Presídio para se formar em Engenharia de Agrimensura
0
0

Apresentação ocorreu devido a atuação da Defensoria Pública, após visita de rotina ao presídio

Foto por: Assessoria Defensoria Pública

A Defensoria Pública atuou para a concretização de momento histórico para o Sistema Prisional Alagoano. Na manhã desta terça-feira, 05, o assistido E. D. M teve a oportunidade de apresentar seu Trabalho de Conclusão de Curso no ensino superior (TCC) dentro do Presídio Baldomero Cavalcante.

De acordo com a defensora pública Andrea Tonin, responsável pelo atendimento dos presos no Baldomero, a Defensoria tomou conhecimento que o reeducando necessitava apresentar o TCC do curso de Engenharia de Agrimensura da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) durante uma visita de rotina ao presídio.

“O reeducando informou que precisava apresentar o trabalho o mais rápido possível, devido ao prazo para conclusão do curso. Então nos passamos a atuar administrativamente para ajustar o procedimento, entramos em contato com os gestores e os familiares do reeducando auxiliaram com os tramites junto à Universidade, e conseguimos que ele apresentasse o TCC dentro do presídio”, conta a defensora.

“Momentos como esse demonstram que os órgãos responsáveis, como a Secretaria de Ressocialização, gestão penitenciária, a Defensoria e o judiciário estão sempre envolvidos e abertos a propiciar aos reeducandos oportunidades de crescimento. Esse reeaducando é a prova de que estudar é possível em qualquer lugar e em qualquer circunstância”, acrescenta.

Para o reeducando E. D. M., que apresentou um trabalho sobre segurança no trabalho, o momento foi a realização de um sonho.

“Sempre me interessei pela área e espero um dia puder atuar nela. Enquanto continuar preso pretendo continuar estudando e fazer outro curso superior, também quero continuar ensinando a outros reeducandos a ler e escrever”, pontua o assistido.

Assessoria Defensoria Pública

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *