Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Brasil Segurados do INSS têm até quarta-feira para fazer prova de vida

Segurados do INSS têm até quarta-feira para fazer prova de vida

Segurados do INSS têm até quarta-feira para fazer prova de vida
0
0

E a correria promete ser grande, somente na capital 114.380 pessoas não renovaram o cadastro. Nos municípios, o campeão de “esquecidos” é Duque de Caxias, com 19.528, seguido de São Gonçalo (18.306) e Niterói, com 13.721

Os  aposentados e pensionistas do INSS de todo Estado de Alagoas que não fizeram o recadastramento no ano de 2017 devem correr contra o relógio para não ter o benefício suspenso. O prazo acaba na próxima quarta-feira, dia 28.

O recadastramento é feito no próprio banco onde o beneficiário recebe a pensão, nele também é possível revalidar a senha de atendimento, basta apresentar um documento de identificação com foto, como identidade, Carteira de Trabalho e Carteira Nacional de Habilitação, por exemplo.

Para fazer a prova de vida não é preciso ir à Agência da Previdência. “O comparecimento à rede bancária para a comprovação de vida é imprescindível para evitar transtorno no recebimento do seu vencimento”. A aposentada Maria José da  Silva, 60 anos, reside no Tabuleiro dos Martins . Ela contou que recebe por cartão magnético no Itaú e que a própria caixa da agência avisou sobre a prova de vida. “Fiz o recadastramento na hora que fui informada. É melhor perder uns minutos do que chegar no outro mês e não receber o benefício”, diz D. Vera.

A falta de aviso personalizado, tanto do INSS quanto dos bancos, foi alvo de crítica do aposentado Adilson Francisco Teixeira, 66, de Mesquita. “Nem sabia que tinha que fazer recadastramento agora. O banco não avisou nada. O INSS muito menos”, reclama Adilson.

Caso tenha o benefício suspenso, o aposentado ou pensionista deve comparecer à agência bancária onde recebe o pagamento e fazer a prova de vida que o pagamento é restabelecido, informa o INSS.

Os cortes temporários de aposentadorias e pensões em caso de não fazer a prova de vida são comuns. Só no ano passado, 4,7 milhões de segurados do INSS não fizeram a comprovação.

Cadastro também no exterior

Os segurados do INSS que morem ou estejam no exterior também têm que fazer a prova de vida até o dia 28 senão terão os benefícios suspensos. Quem está nessa situação tem algumas alternativas: uma delas é instituir um procurador no Brasil ou por meio de documento de prova de vida, que é emitido pelo consulado brasileiro do país onde estiver, por meio de formulário específico de atestado de vida para o INSS, que está disponível no site do consulado ou na própria página do instituto na internet.

Caso o beneficiário opte por usar o formulário, o INSS alerta que é preciso assinar o documento na presença de um notário público local, que efetuará o reconhecimento da assinatura do declarante por autenticidade.

Quando o país não for signatário da Convenção sobre Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros (Convenção de Haia/Holanda, de 05 de outubro de 1961), o formulário deverá ser legalizado pelas representações consulares brasileiras.

Procurador pode fazer a apresentação

Os aposentados ou pensionistas que não puderem sair de casa por motivo de saúde, podem ser representados por outra pessoa. O procurador precisa ir a uma agência da Previdência Social com um atestado médico emitido há menos de 30 dias e uma procuração registrada em cartório.

Neste caso, para se cadastrar junto ao INSS, o procurador deverá comparecer a uma agência da Previdência e apresentar procuração devidamente assinada, conforme modelo disponível na página do INSS, ou registrada em Cartório (se o beneficiário for não alfabetizado) e o atestado médico (emitido nos últimos 30 dias) que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa ou atestado de vida emitido por autoridade consular (no caso de ausência por motivo de viagem/residência no exterior), além dos documentos de identificação do beneficiário e do procurador.

IMPOSTO DE RENDA

O beneficiário que é obrigado a apresentar a declaração do Imposto de Renda à Receita Federal – ano base 2017 – já pode acessar o demonstrativo de rendimentos no site do INSS (www.inss.gov.br).

 

DIVULGAÇÃO O DIA

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *