Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Operação prende integrantes de organização criminosa em Santana do Ipanema, Sertão de Alagoas

Operação prende integrantes de organização criminosa em Santana do Ipanema, Sertão de Alagoas

Operação prende integrantes de organização criminosa em Santana do Ipanema, Sertão de Alagoas
0
0

Quadrilha é acusada de atuar no tráfico de drogas da região e era comandada de dentro do presídio. Até o momento onze pessoas foram presas.

U

ma operação integrada da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) deflagrada nesta sexta-feira (20) desarticulou uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas em Santana do Ipanema, no Sertão de Alagoas. Onde onze pessoas foram presas.

Foram expedidos 20 mandados pela 17 ª Vara Criminal da Capital, sendo 12 de prisão e oito de busca e apreensão, expedidos com base em um trabalho investigativo que foi realizado de forma integrada entre o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e a Inteligência da SSP.

Segundo a SSP, a ação, denominada de ‘Operação Crivo’, desarticulou a organização criminosa que agia em Santana do Ipanema, Cacimbinhas e Arapiraca e era comandada de dentro do sistema prisional por Anderson Viana de Melo, o “Ureia”.

Ainda de acordo com a secretaria, ele contava com o apoio de sua irmã Andreza Viana de Melo, que também cumpre pena, e de Anderson da Conceição Silva, o “Dedê”.

Foram presos Anderson da Conceição Silva, Fabiana Júlia da Silva Lima, Viviane da Silva, um homem identificado como “Bode Mijado”, Luis Claudino dos Santos, e Simone de França Santos.

As equipes também cumpriram mandados de prisão no sistema prisional contra reeducandos que atuavam na organização criminosa. Os alvos foram Anderson Viana de Melo, Andreza Viana de Melo, Wanderson de Melo Santos, José Ronaldo da Silva e Ronaldo Nicácio Nascimento.

Foram apreendidas 67 bombinhas de maconha e uma quantia em dinheiro. Além de tráfico de drogas, todos os investigados possuem envolvimento com roubos e porte ilegal de arma de fogo.

G1-al

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *