Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Polícia apreende menores que teriam decapitado jovem em Rio Largo

Polícia apreende menores que teriam decapitado jovem em Rio Largo

Polícia apreende menores que teriam decapitado jovem em Rio Largo
0
0

Crime teria acontecido em razão da disputa de território entre facções criminosas rivais

A Polícia Civil apreendeu nesta quinta-feira (28) dois menores apontados como responsáveis pela decapitação da jovem Estefane Cristina dos Santos, ocorrida no último sábado (23), em Rio Largo.

De acordo com o delegado Lucimério Campos, titular da Delegacia de Homicídios de Rio Largo, o crime ocorreu em razão da disputa de território entre facções criminosas rivais. Um terceiro menor conseguiu escapar.

“A Estefane era namorada de um cidadão conhecido como ‘Galeguinho’, que tem envolvimento com o PCC, e após problemas com integrantes da facção Comando Vermelho em Maceió, ela foi morar em Rio Largo. Lá, ela começou a se relacionar com um homem identificado como Élcio, que é da mesma facção do ‘Galeguinho’, e o pessoal da Comando Vermelho descobriu”, explicou Lucimério.

Estefane foi atraída para uma emboscada pelos três menores, com a desculpa de consumir drogas. “Um deles levou um facão escondido, e ao chegar ao local, ela foi atingida com um golpe da arma pelas costas, no pescoço”, afirmou o delegado. Um dos menores, conhecido como “Mega”, confessou o crime. O outro, identificado como “Peixe”, negou, mas foi apontado pelo comparsa como cúmplice.

“Essa é, infelizmente, uma realidade que Rio Largo tem enfrentado, a de jovens da periferia que se tornam mão de obra fácil para criminosos”, lamentou o delegado. “Muitos deles que estão fora da escola não vislumbram outro mundo a não ser o do crime, e se sentem empoderados com isso”, completou.

Foto por: Reprodução/Facebook

Ligação com duplo homicídio

O titular da Delegacia de Homicídios de Rio Largo explicou ainda a ligação da morte de Estefane com o duplo homicídio que ocorreu na mesma região no começo de junho. “Os menores apreendidos afirmaram que as mortes foram obra do mesmo grupo que decapitou a jovem. Segundo eles, as duas vítimas cometiam assaltos na região, e eles não ‘permitiam’ isso, então eles mataram os dois, inclusive com o mesmo modus operandi, que é a morte a golpes de facão”, disse Lucimério.

Os autores do duplo homicídio e o terceiro menor envolvido na morte de Estefane que conseguiu fugir já foram identificados, e segundo o delegado, devem ser localizados até a próxima semana.

TNH1

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *