Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque PM que baleou funcionário da OAB em Maceió é indiciado por lesão corporal grave

PM que baleou funcionário da OAB em Maceió é indiciado por lesão corporal grave

0
0

Foto por: Arquivo/TNH1

O policial militar Cyro da Vera Cruz, responsável pelo disparo que feriu na perna o funcionário da OAB-AL, José Geovanio da Graça, no dia 4 de junho deste ano, no estacionamento do Fórum do Barro Duro, em Maceió, foi indiciado por lesão corporal de natureza grave. A informação foi confirmada pelo delegado Robervaldo Davino, do 6º Distrito Policial (6º DP), nesta sexta-feira (03).

Segundo o delegado, o inquérito que investiga o caso está perto de ser concluído e também informou que os outros PMs que integravam a guarnição do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) não tiveram relação com o incidente.

“O laudo e os elementos levaram a decisão de indiciamento, visto que o José Geovânio foi atingido na perna e com isso, não há intenção de matar. No laudo mesmo consta uma declaração do médico legista que ‘não houve risco de morte’. Então ele vai ser indiciado por lesão corporal de natureza grave”, destacou.

Semanas após o fato, o delegado conversou com a reportagem e já havia descartado a possibilidade de tentativa de homicídio.

O caso

José Geovanio é funcionário da OAB-AL e presta serviços gerais para a entidade. No dia 4 de junho, ele trabalhava como guardador de carros quando foi baleado na perna após uma discussão com militares do BPTran, no estacionamento do Fórum do Barro Duro, em Maceió.

O fato ganhou repercussão depois que circularam nas redes sociais imagens que mostraram o momento em que José Geovânio foi atingido. No vídeo, é possível ver que dois militares discutem com ele. Momentos depois da discussão, o homem tenta se livrar da abordagem e um dos militares atira.

Delegado confirma que deve indiciar PMs por agressão a funcionário da OAB
FOTO: ARQUIVO

TNH1

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *