Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque TJ quer ampliar parceria com municípios para melhorar segurança nos fóruns do interior

TJ quer ampliar parceria com municípios para melhorar segurança nos fóruns do interior

TJ quer ampliar parceria com municípios para melhorar segurança nos fóruns do interior
0
0

Ideia é que guardas municipais auxiliem, temporariamente, na segurança de juízes, servidores e jurisdicionados; Judiciário deve no futuro contratar policiais inativos

O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), Tutmés Airan, quer ampliar parceria com os municípios para melhorar a segurança nos fóruns do interior. A ideia é utilizar guardas municipais para auxiliar na segurança patrimonial e na proteção de magistrados, servidores e jurisdicionados.

“Já temos alguns convênios nesse sentido e a nossa intenção é expandir as parcerias. A ideia é que a gente consiga um número de guardas municipais que fique em regime de 24 horas nos fóruns”, explicou o desembargador, ressaltando que a medida é temporária.

“O Poder Judiciário tem que criar políticas para andar com as próprias pernas nessa área da segurança. Temos que criar a nossa própria guarda e estamos trabalhando para isso. A intenção é que, no futuro, a gente contrate 200 policiais da inatividade, tal como esse programa ‘Ronda no Bairro’. Com essa força de trabalho, podemos resolver esse problema”. Ainda segundo Tutmés Airan, o TJAL fará um estudo para ver os locais que apresentam mais necessidade de segurança.

O presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley, disse que vai esperar a finalização desse estudo para contactar os prefeitos. “Os prefeitos sempre tiveram um relacionamento de harmonia com o TJ. Respondendo a um chamado do presidente Tutmés, vamos fazer um plano para que a gente possa trazer mais segurança para as comarcas e, claro, para a população que usufrui desse importante serviço, que é o serviço da Justiça”, afirmou o presidente da AMA, ressaltando que as cidades que não contam com Guarda Municipal poderão ajudar cedendo vigilantes.

O assunto foi discutido nesta terça-feira (8), na Presidência da Corte. Também participaram da reunião o chefe da Assessoria Militar do Tribunal, Coronel Elias Oliveira, o chefe de gabinete Alberto Maia e o superintendente da AMA, Wladimir Wanderley.

TJ.AL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *