Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Ministério Público instaura inquérito para investigar soltura de criminoso sem alvará

Ministério Público instaura inquérito para investigar soltura de criminoso sem alvará

Ministério Público instaura inquérito para investigar soltura de criminoso sem alvará
0
0

O Ministério Público do Estado de Alagoas ((MPE/AL), por meio da Promotoria de Justiça de Girau do Ponciano, decidiu pela instauração de inquérito para apurar a soltura de sem determinação Judicial. De acordo com o promotor de Justiça, Rodrigo Soares, o juiz assegurou não haver expedido nenhum alvará em favor do assassino.

Há provas mais do que suficientes para o acusado ir a júri popular. Estou aguardando a sentença de pronúncia, no entanto, pelo fato da soltura do criminoso já instaurei inquérito civil para que todos os esclarecimentos sejam dados, inclusive já solicitados à Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social”, esclarece o promotor Rodrigo Soares.

O representante ministerial considera a liberação sem determinação judicial, grave. “E o Ministério Público precisa saber em que circunstâncias isso ocorreu, já que o acusado teve a prisão decretada por um crime bárbaro e que chocou, à época, toda a sociedade, não somente local, mas de todo estado”, ressalta o promotor Rodrigo.

O caso

Genaldo teria sido arrastado de casa e morto por engano por um grupo ligado ao tráfico de drogas na região. O esquartejamento foi comandado por Thaise Nascimento Duarte, à época com 19 anos.

Presos, os acusados criaram uma estória para justificar a barbárie, afirmando que a vítima teria sido morta por vingança pois teria executados duas crianças, mas a polícia desmentiu a versão.

Ubirajara foi preso uma semana após o crime. Na ocasião, tambémforam presos : Brimax da Silva, de 24 anos (seu irmão), Romário dos Santos Silva, de 26, Eduardo Fernandes dos Santos, de 30 , e apreendida M.C.D.S., de 14 anos.

Thaise foi interceptada dez dias depois tentando fugir para Pernambuco com um comparsa, identificado como Claudemir Henrique Evangelista.

DIVULGAÇÃO /MPE/AL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *