Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Roberto Fernandes pede demissão do comando do CRB

Roberto Fernandes pede demissão do comando do CRB

Roberto Fernandes pede demissão do comando do CRB
0
0

Após a eliminação do CRB em cobrança de penalidades  na Copa do Nordeste diante do Santa Cruz/PE, na noite desse sábado (6), o técnico Roberto Fernandes deixou o comando do time regatiano. Segundo a diretoria do clube regatiano, o técnico reuniu atletas no início da tarde deste domingo (7) e comunicou a todos a sua decisão de se desligar do clube.

Roberto Fernandes dirigiu o CRB durante exatamente sete meses. Ao todo, foram 32 jogos no comando da equipe alagoana, tendo como resultados 13 vitórias, 15 empates e quatro derrotas. O treinador atingiu a frente do Galo uma invencibilidade de 16 partidas, somando 56,5% de aproveitamento.

O treinador fez o anúncio também em suas redes sociais na tarde deste domingo (07).

“E assim termina mais um ciclo, nem sempre as coisas acontecem da forma que desejamos… Mas faz parte da vida, quero agradecer a dedicação de todos os atletas, comissão técnica, funcionários, e colaboradores… O apoio da torcida e oportunidade do presidente de poder comandar um clube da grandeza do @crboficial AVANTE!”, diz trecho da publicação do treinador.

Por meio de nota, a diretoria do CRB informou que “em nenhum momento era intenção da diretoria do CRB efetuar uma troca no comando técnico do clube. Ao que tudo indica, a decisão de deixar o clube pode ter sido tomada até antes do jogo, já que Roberto Fernandes optou em ir para Recife em seu carro particular, mesmo sabendo que teria uma viagem para Bahia na segunda-feira e que o clube iria de avião. Ao que parece, já não era sua intenção ir para Salvador em caso de um mau resultado contra o Santa Cruz”.

A diretoria regatiana não aprovou a forma como o treinador anunciou sua saída do clube, já que comunicou aos jogadores antes de informar o fato aos membros diretivos.

“Comunicar aos atletas antes da diretoria foi um fato que mostrou uma atitude não condizente ao que o CRB espera de um comandante técnico, já que ter profissionais comprometidos com o clube é o mínimo que podemos esperar e não alguém que se prepara com antecedência para entregar o cargo. Foi uma atitude extremamente deselegante com todos no clube, principalmente nesta reta final de estadual e decisiva da Copa do Brasil. Não queremos no clube pessoas insatisfeitas e sem vontade da se doar ao máximo. Estamos em nossa oitava final consecutiva do Alagoano e temos uma decisão contra o Bahia, onde vamos nos unir ainda mais para mostrar que o CRB é maior que tudo e qualquer um”, prosseguiu a nota.

O CRB enfrenta o Bahia nesta terça-feira (9), na Arena Fonte Nova, pela partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

 

com agência bnews

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *