Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Caixa d’água da Casal sem cobertura é usada por urubus em conjunto habitacional de Taquarana

Caixa d’água da Casal sem cobertura é usada por urubus em conjunto habitacional de Taquarana

Caixa d’água da Casal sem cobertura é usada por urubus em conjunto habitacional de Taquarana
0
0

Populares do Residencial Alto das Colinas e Novo Horizonte, no município de Taquarana, estão com problemas na única caixa d’água, de 20 mil litros, que atende as famílias da localidade. Segundo a comunidade, urubus estão pousando na estrutura que não possui uma tampa que impeça a entrada de sujeiras e outros detritos, inclusive animais.

Aproximadamente 900 residências estão abastecidas com essa água que pode estar contaminada. Everaldo de Freitas Silva é morador da localidade e relata o problema. “Aqui nós tínhamos duas caixas e após uma ventania, uma foi levada e ficamos apenas com uma para todos nós aqui. A tampa foi levada em outra ventania e agora os urubus estão tomando de conta e nós estamos tendo que consumir essa água com dejetos desses bichos. Vamos precisar adoecer para tomarem alguma providência?”, desabafou.

Já Raiane, que vive no residencial, diz que sua preocupação maior é com as filhas. “Tenho 3 meninas e essa situação está complicada para gente e toda a cidade. As crianças ficam mais sensíveis e adoecem mais rápido. É situação de saúde”, frisou.

A reportagem da NN esteve no local e também contatou o problema. A preocupação também é com o Aedes Aegypti, que transmite doenças como a dengue, zika e chikungunya. Além disso, existe um vazamento que faz com que a água seja desperdiçada.

O secretário de Obras e Infraestrutura da cidade, Floriano Rossi, informou que a Casal sabe do problema, mas nada foi feito. “A Casal já foi avisada e até notificada. Desde o primeiro momento a gente tem cobrado providências da Casal, mas nada foi feito”, concluiu.

Em nota, a Casal informou que a empresa realiza ações para garantir a qualidade da água e que em até 90 dias novos reservatórios serão implementados.

Veja na íntegra:

De acordo com o supervisor técnico da Unidade de Negócio Agreste, da Casal, a empresa efetua constantes análises físico-química e bacteriológicas da água fornecida ao conjunto Alto das Colinas. Esse trabalho é para garantir a qualidade da água fornecida à comunidade.

Em contato com o Gerente de Projetos e Custos, também da Casal, ele  informou que a Empresa está em processo de aquisição (compra) e instalação de novos reservatórios, visto ao ocorrido em 2018. A implantação dessas instalações deve ser finalizada no prazo de 90 dias.
Nn1

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *