Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Intolerância Religiosa: Vândalos tentam destruir terreiro em Maceió

Intolerância Religiosa: Vândalos tentam destruir terreiro em Maceió

Intolerância Religiosa: Vândalos tentam destruir terreiro em Maceió
0
0

 

Um terreiro localizado no bairro da Cidade Universitária, em Maceió, foi alvo de violência e intolerância religiosa por vândalos na madrugada desta segunda-feira (13). Várias pessoas estavam na casa da Mãe Vera no momento do ataque, mas ninguém ficou ferido. Como não conseguiram invadir o local, os suspeitos destruíram parte dos orixás que se encontravam na parte de fora da casa.

De acordo com informações da mãe Vera Rodrigues, os suspeitos chegaram por volta das 23h e tentaram quebrar o portão com pauladas, como não conseguiram entrar, eles quebraram parte do que estava do lado de fora do terreiro.

“Estou tentando colocar os pés no chão porque você fica fora de si. Mas, seja o que Deus e o orixá quiserem, porque é uma intolerância religiosa, só que aqui onde eu moro não tem um que possa levantar uma pedra ou um pau contra mim”, disse mãe Vera.

Terreiro mãe Vera é atacado a pauladas e templo religioso fica destruído

FOTO: CORTESIA

Ela acredita que a motivação também pode ser de cunho político. Um vídeo divulgado por membros da casa mostra o rastro de destruição deixado no local nessa manhã.

“Quebra o templo mas não me quebra, quebra os pratos de templos mas não me quebra porque eu continuo batendo na mesma tecla, continuo na mesma revolução. Eu sou petista, doa a quem doer, eu sou PT, eu sou bandeira. Isso não vai ficar assim, não vai ficar impune porque eu vou até o fim”, diz mãe Vera em um trecho do vídeo.

Membros da casa acreditam que o ataque tenha cunho religioso e político

FOTO: CORTESIA

 

Ainda nesta segunda-feira, mãe Vera e outras testemunhas devem ir à delegacia para registrar um Boletim de Ocorrência para que a polícia possa iniciar a investigação e tentar localizar os culpados. Até o momento não há suspeita de quem possa ter praticado a violência.

“Não sabemos quem fez isso, não há suspeita. É a primeira vez que isso acontece aqui. Acreditamos que foi por intolerância religiosa, porque muita gente não gosta”, afirma um dos filhos santos de mãe Vera.

gazetaweb

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *