Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Igrejas entram em crise após execução de pastor

Igrejas entram em crise após execução de pastor

Igrejas entram em crise após execução de pastor
0
0

morte do pastor Anderson do Carmo de Souza, que completa neste domingo três semanas, desencadeou uma crise nas igrejas fundadas por ele e por sua mulher, a deputada federal Flordelis (PSD). Na última quarta-feira, uma das filiais, que fica no bairro de Pendotiba, Niterói, foi fechada. O Ministério Flordelis, apesar de levar o nome da parlamentar, era administrado por Anderson, que exercia o cargo de presidente.

Com o assassinato do pastor Anderson, o ministério também perdeu outra importante liderança. Um dos filhos adotivos dele com Flordelis, o vereador de São Gonçalo Misael, cujo nome de batismo é Wagner de Andrade Pimenta, resolveu deixar a igreja fundada pelos pais. O rapaz, que também é pastor, trabalhava na administração dos templos com Anderson. Além de Misael, outro filho adotivo do casal, Luan Santos, também pastor, resolveu sair do ministério após o crime, cometido na casa da família, em Niterói, no último dia 16.

O pastor Anderson e a deputada.
O pastor Anderson e a deputada.

Na quarta-feira passada, cinco dias após o desligamento de Misael e Luan, Flordelis decidiu fechar uma de suas seis igrejas, a de Pendotiba, mesmo bairro onde fica a casa da família. Sua assessoria afirma que o fechamento é temporário e alega que os dirigentes da unidade se desligaram após a morte do pastor, por isso não há ninguém para realizar os cultos. O mesmo movimento está acontecendo em outras igrejas, que também correm o risco de fechar as portas.

Na noite da última quinta-feira, o EXTRA esteve no culto realizado na sede do ministério, no Mutondo, em São Gonçalo. Cerca de 100 fieis estavam presentes no local, que pode abrigar até 1.500 pessoas. A cerimônia começou por volta das 19h15. Poucos antes das 20h, a pastora Flordelis entrou na igreja e sentou na primeira fila de cadeiras, ao lado de alguns de seus filhos, entre eles Carlos Ubiraci Francisco Silva. Também pastor, Carlos assumiu a administração do ministério.

A pastora foi ao palco em dois momentos para cantar a música ‘‘Jó’’, da cantora gospel Midian Lima. O culto, conduzido pelo pastor Querley Libério de Araújo, durou cerca de 1h30.

Em setembro deste ano, a sede do Ministério Flordelis deixaria de ser no Mutondo e passaria para o bairro do Laranjal. Desde o início de 2017 estava sendo construída uma nova sede — era o principal projeto de Anderson para a igreja. Após o crime, a obra teria sido interrompida. O local foi planejado para abrigar 5 mil fieis e a inauguração estava prevista para 5 de setembro, durante o Congresso Internacional de Missões.

A assessoria da deputada nega que a obra da nova sede esteja paralisada. Na última quinta-feira, o EXTRA esteve no local e obteve a informação de que dois funcionários que estavam na construção apenas limpavam o terreno.

extraglobo

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *