Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Assistência Social garante atendimento à população de rua

Assistência Social garante atendimento à população de rua

Assistência Social garante atendimento à população de rua
0
0

Famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade nas ruas da capital têm a oportunidade de resgatar seu projeto de vida por meio do trabalho realizado nos Centros de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop) e pelas equipes do Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas) da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

Maceió conta com dois Centros de Referência Especializados para a População em Situação de Rua (Centro POP), localizados nos bairros do Jaraguá e Farol. Nesses equipamentos, são ofertados serviços voltados à análise das fragilidades dos usuários, acompanhamento individual e grupal e encaminhamentos à rede socioassistencial e às demais políticas públicas, com foco na promoção dos direitos humanos e autonomia dessas pessoas.

De acordo com dados da Coordenação de Monitoramento e Vigilância da Semas, em 2018 foram  realizados 3.690 atendimentos pelo Serviço de  Abordagem Social, uma média  de 307 usuários por mês. Já os Centros Pop realizaram 1.560  atendimentos de pessoas em situação de rua, desses, 654 foram de novos indivíduos que acessaram ao equipamento social, tendo uma média de 130  atendimentos por mês.

Segundo o vice-prefeito e  secretário municipal de assistência social , Marcelo Palmeira, todo o trabalho realizado pela Prefeitura de Maceió visa a ressocialização das pessoas em condição de rua. “Levamos esse trabalho muito a sério e o resultado disso são casos de sucesso que muito nos alegram. Pessoas que saíram das ruas e hoje foram contempladas com  o aluguel social ou até mesmo com  uma unidade habitacional,  ou outras que conseguiram sair das ruas com seu próprio esforço, necessitando apenas de um direcionamento psicossocial”, destacou.

Os usuários encaminhados ao Centro Pop têm à disposição uma equipe multidisciplinar, composta por assistentes sociais, psicólogos, educadores sociais e outros técnicos de referência. Segundo a coordenadora-geral dos Centros de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop), Janaína Libardi, os Centros POP têm um papel fundamental no resgate do projeto de vida de famílias em situação de rua.

Oficina musical para usuários do Centro Pop

“Os Centros POP têm salas para atendimento individual,  espaço para higiene pessoal e para oficinas socioeducativas. Assim que o usuário chega na unidade é  feito um cadastro, para que  possamos dar os encaminhamentos necessários, como retirada de documentos, tratamento de saúde,  retorno a cidade de origem e encaminhamentos para unidades de acolhimento, como a Casa de Passagem Manoel Coelho Neto (Albergue Municipal) ou Casa de Passagem Familiar”, explicou a coordenadora.

Abordagem social

O Serviço de Abordagem Social trabalha em parceria também com os Centros POP percorrendo os bairros da capital para encaminhar a população em situação de rua aos programas socioassistenciais e serviços de acolhimento institucionais, disponíveis no município.

O Seas é formado por cinco equipes, cada uma composta por um assistente social, psicólogos e educadores sociais que se dividem nas regiões do Benedito Bentes, Santa Lúcia, Jatiúca e Orla Lagunar, além de um grupo noturno. Inicialmente, o grupo identifica a localização das pessoas. Depois, eles orientam e procuram sensibilizar sobre os riscos pessoais e sociais de morar na rua e fazem os devidos encaminhamentos.

Equipe da Abordagem Social durante atendimento na Jatiúca. Foto: Ascom Semas

0800

Pelo 0800 284 8048, qualquer cidadão também pode repassar informações sobre famílias ou pessoas isoladas em situação de vulnerabilidade social nas vias da capital e acionar as equipes do Serviço de Abordagem Social e dos Centros Pop, que estão preparados para atender toda a demanda. Com o telefonema, as equipes especializadas recebem as informações e podem iniciar o trabalho de reinserção e encaminhamento social junto com as demais secretarias municipais.

 

 Campanha de promoção à cidadania

A Semas possui a campanha “Promova a Cidadania, Não Dê Esmola”. A ação busca conscientizar a população para não dar esmolas a pessoas em situação de rua, sobretudo devido às relações entre mendicância, exploração infantil e drogas. Também fazem parte da campanha, mobilizações nos locais que apresentam maior incidência dessa população, com foco na inserção social desses cidadãos.

 Apoio às Insituições Sociais

A campanha “Promova Cidadania, Não Dê Esmola” incentiva também a população a direcionar suas doações ou prestar trabalho voluntário em alguma instituição não governamental, ao invés de dar esmolas. Mais de 60 instituições cadastradas pela Semas estão listadas no site da Prefeitura de Maceió no link: http://www.maceio.al.gov.br/semas/promova-cidadania-nao-de-esmola/

Vanessa Napoleão/ Ascom Semas

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *