Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Alagoas FPI resgata uma jaguatirica em residência no Agreste do estado

FPI resgata uma jaguatirica em residência no Agreste do estado

FPI resgata uma jaguatirica em residência no Agreste do estado
0
0

Mamífero é o maior felino já encontrado em Alagoas

A segunda semana de ações da FPI do São Francisco teve início, nesta segunda-feira, 12, com o resgate do maior felino encontrado em Alagoas. No final desta manhã, integrantes da equipe Fauna conseguiram resgatar uma jaguatirica fêmea, que, há dias, rondava o quintal de uma residência localizada no Agreste alagoano.

De acordo com relatos do proprietário do imóvel, o animal selvagem aparecia periodicamente para se alimentar dos animais criados no local – pato, peru e galinha.

Desconfiado de que algum bicho estava predando seus animais, o dono da casa armou uma arapuca, prendeu o animal em flagrante e acionou a equipe da FPI.

Imediatamente, o pessoal da Fauna foi ao local e transportou a jaguatirica para o Centro de Triagem de Animal Silvestre Provisório, em Arapiraca.

Quando chegou ao lugar, o felino foi sedado para que pudesse ser submetido a exames específicos. A equipe de biólogos e veterinários colheu sangue e fezes do bicho para que sejam feitos os seguintes procedimentos: avaliação hematológica e genética, parasitológico e microbiológicos.

“Ações como esta são muito importantes, pois, provavelmente o animal seria abatido, vez que estava causando prejuízo ao proprietário”, explicou o coordenador da equipe Fauna e gerente de Fauna do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL), Epitácio Correia.

De acordo com o médico veterinário, Rick Vieira, trata-se de uma jaguatirica fêmea adulta, que apresenta-se saudável. Ela continuará no local até receber o colar de telemetria, para que, assim, seja monitorada após a soltura. O felino também receberá um microchip pra fins de controle e rastreabilidade.

Ele supõe que o animal invadia a casa em busca de alimentos, pois deveria estar tendo dificuldades para encontrar comida nas matas da região – seu habitat natural. A hipótese mais provável é a de que isso vinha acontecendo devido aos constantes desmatamentos.

A equipe Fauna estima que a soltura acontecerá até o fim desta semana. Porém, a data só será definida quando o rádio de telemetria chegar de São Paulo.

A jaguatirica possui uma distribuição ampla por todo país, pois é típica dos biomas Cerrado, Caatinga, Mata Atlântica e Floresta Amazônica.

Em Alagoas, foi o maior felino encontrado, pois não há registros recentes de onça-parda e de onça-pintada na região.

Predador de topo da cadeia alimentar, a jaguatirica precisa de uma área grande para caçar. O animal selvagem se alimenta de aves e pequenos mamíferos.

 

Assessoria

 

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *