Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Saúde SAÚDE Veja por dentro como está ficando a estrutura do Hospital Metropolitano

SAÚDE Veja por dentro como está ficando a estrutura do Hospital Metropolitano

SAÚDE Veja por dentro como está ficando a estrutura do Hospital Metropolitano
0
0

Com 16 blocos, as instalações modernas abrigarão urgência, cirurgias eletivas e clínica médica, além de UTIs

Com investimento de R$ 80 milhões do Estado, a nova unidade de saúde terá 16 blocos, com uma área construída de 13.904,19 m² em um terreno de 54.840,22 m²Com investimento de R$ 80 milhões do Estado, a nova unidade de saúde terá 16 blocos, com uma área construída de 13.904,19 m² em um terreno de 54.840,22 m²Foto: Márcio Ferreira

O Hospital Metropolitano, que está sendo construído pelo Governo de Alagoas no Tabuleiro do Martins, em Maceió, vai criar 180 novos leitos para atender toda a parte alta da capital e municípios vizinhos. Fizemos um passeio pelo prédio e vamos mostrar, agora, como será cada andar e quais os serviços ofertados na ala.

Hoje, mais de 400 pessoas trabalham na obra, localizada na Avenida Menino Marcelo. A previsão é que o hospital seja inaugurado no primeiro semestre do próximo ano. Com investimento de R$ 80 milhões do Estado, a nova unidade de saúde terá 16 blocos, com uma área construída de 13.904,19 m2 em um terreno de 54.840,22 m2.

Bloco A

O bloco A terá cinco pisos, onde vai funcionar toda a assistência voltada à população, como a parte de urgência e emergência, diagnóstico, atendimentos eletivos e agência transfusional. Também haverá duas torres com seis elevadores, sendo quatro para os pacientes, dois para visitantes e funcionários e um que dará acessibilidade ao paciente que chega por meio de helicóptero. O local onde o helicóptero vai pousar facilitará a transferência de pacientes em estado grave, evitando que eles sejam transportados em ambulâncias, por exemplo.

Elevadores do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Torre de elevadores do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

No primeiro pavimento do bloco A, funcionará toda a parte de tratamento, ou seja, as salas de cirurgia e de partos cirúrgicos, as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adulta, pediátrica e cardíaca, as Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs) e as farmácias.

Centro cirúrgico com UTI do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Corredor do Centro Cirúrgico do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

No segundo pavimento será disponibilizado o serviço de hemoterapia e a Central de Material Esterilizado. “Também será um andar semitécnico para acomodação das máquinas do sistema de climatização”, destacou a arquiteta da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Vânia Maria da Rocha, coautora do projeto do Hospital Metropolitano.

Sala de hemoterapia do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Já no terceiro pavimento do bloco A funcionará a internação cardíaca e pediátrica. O quarto piso será ocupado pela clínica médica adulta, tanto masculina quanto feminina, bem como pelos quartos de isolamento.

Corredor da enfermaria do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Corredor da perto do laboratório do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

No quinto pavimento funcionará a casa de máquinas, reservatório superior e o heliponto.

Bloco B

O bloco B será ocupado pelo serviço de nutrição e dietética, vestiários centrais, farmácia, refeitório dos funcionários do hospital e lactário, assim como a nutrição enteral.

Panorâmica nutrição, lactário, vestiários do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Blocos C e D

No bloco C ficará toda a parte administrativa e no D o serviço de resíduos hospitalares.

Administrativo do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Blocos E, F, G e H

Já no E vai funcionar a guarita e o acesso aos serviços, como, por exemplo, a chegada de gás e abastecimento de água, remédios, insumos, entre outros. No bloco F estarão a oficina e a garagem para consertos em gerais.

Oficina do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

No bloco G, vai funcionar o serviço de necrotério. A lavanderia hospitalar, responsável pelo processamento da roupa e sua distribuição em perfeitas condições de higiene e conservação, vai funcionar no bloco H.

Necrotério Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Lavanderia do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Blocos I, J e L

A cantina, exclusiva aos profissionais do hospital, irá funcionar no bloco I. No bloco J, ficará o pórtico de entrada para o acesso principal do hospital e, no L, vai funcionar a praça de alimentação, onde terá oito boxes.

Entrada principal do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Blocos M, N e O

A Central de Gases Medicinais irá ocupar todo o bloco M, enquanto no N, estará em funcionamento a Central de Vácuo Clínico. Por fim, no bloco O, será instalado o Serviço de Geração de Energia Regular e Alternativa, composto por quatro geradores e reservatórios inferiores de água potável. O Hospital Metropolitano também contará com uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e duas adutoras.

Geração de energia do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Distribuição dos leitos – Ao todo, serão 180 leitos de internação, distribuídos em clínicas médicas e cirúrgicas para adultos, internações cardíacas, pediátricos cirúrgicos e clínicas médico pediátricas. Além disso, a unidade hospitalar também contará com leitos de isolamento e com Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de observação e urgência que terá o indicativo de cores de classificação vermelha, amarela e verde, com o objetivo de garantir o atendimento prioritário aos pacientes que correm risco de morte.

“Todos os blocos já estão em construção e alguns se encontram em fase de acabamento. O estacionamento terá capacidade para 491 veículos e a parte externa, que conta com urbanização, calçadas, vias e estacionamento, ainda será iniciada”, disse a arquiteta da Sesau, Vânia da Rocha.

Imagem geral do Hopital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Elevadores do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Torre de elevadores do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Centro cirúrgico com UTI do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Corredor do Centro Cirúrgico do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Sala de hemoterapia do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Corredor da enfermaria do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Corredor da perto do laboratório do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Panorâmica nutrição, lactário, vestiários do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Administrativo do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Oficina do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Necrotério Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Lavanderia do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Entrada principal do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)
Geração de energia do Hospital Metropolitano (Foto: Márcio Ferreira)

Agência Alagoas

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *