Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Arapiraca Vídeo. Polícia prende suspeito de matar idosa a pauladas no Sítio Bom Jardim, em Arapiraca

Vídeo. Polícia prende suspeito de matar idosa a pauladas no Sítio Bom Jardim, em Arapiraca

Vídeo. Polícia prende suspeito de matar idosa a pauladas no Sítio Bom Jardim, em Arapiraca
0
0

Suspeito espancou a vítima com socos, chutes e batendo com sua cabeça na parede

A Polícia Civil prendeu na tarde desta terça-feira (26) Maciel Soares dos Santos, 27 anos, suspeito de participação do homicídio de Cleuza Maria da Conceição, 77 anos, morta por espancamento na madrugada desse domingo (24). A idosa morava sozinha no Sítio Bom Jardim, em Arapiraca.

O suspeito, conhecido como Didi, foi preso após o Delegado Everton Golçalves, através da 5ª Vara Criminal, solicitar um mandado de prisão temporária em seu desfavor. Ele estava escondido no sítio Bom Jardim, onde ocorreu o crime.

A prisão foi possível após intensa investigação e denúncia de populares e vizinhos da vítima.

Em coletiva na tarde desta terça-feira (26), o delegado Fernando Lustosa, que substitui Gonçalves temporariamente, informou que o suspeito entrou na residência com o objetivo de subtrair uma quantia em dinheiro, sacada por ela no banco dias atrás.

Segundo Lustosa, ele a forçou a entregar a quantia e, diante da negativa, começou o espancamento, feito através de chutes, socos e batendo com a cabeça da vítima na parede, culminando com a sua morte. Maciel Soares alegou que estava sob efeito de bebida alcoólica.

A idosa morava sozinha e, segundo populares, a casa – que era de taipa – estava totalmente revirada.

Ainda de acordo com o delegado, o homem já teria sido visto por vizinhos entrando e saindo da casa, para praticar pequenos furtos.

Fernando Lustosa destaca o papel do Disque Denúncia para dar prosseguimento às investigações de crimes. “Muitas vezes, a pedra angular da investigação é uma denúncia feita por alguém que presenciou o fato, que porventura tenha alguma informação que possa indicar a autoria do crime”, disse.

Para ele, casos de repercussão, como esse, impulsionam a polícia a querer solucioná-los. ‘Casos como esses, que chamam a atenção da sociedade, de periculosidade elevada, por parte do suspeito, a Polícia Civil toma imediatamente providências para que esse crime não fique impune’, concluiu.

jaenoticia

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *