Home Destaque Operação prende integrantes de duas organizações responsáveis por tráfico em Maceió

Operação prende integrantes de duas organizações responsáveis por tráfico em Maceió

Operação prende integrantes de duas organizações responsáveis por tráfico em Maceió
0
0

Duas organizações criminosas foram desarticuladas durante uma operação integrada realizada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e as Polícias Civil e Militar, nesta quinta-feira (16). A ação combateu o tráfico de drogas em Maceió nos bairros do Ouro Preto e Cidade Universitária.

A operação é fruto de um trabalho investigativo que vinha sendo realizado desde setembro do ano passado, quando houve a deflagração da operação Lacaio. A Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) representou os mandados, e a 17ª Vara Criminal da Capital expediu sete mandados de prisão e nove de busca e apreensão, que foram cumpridos nesta manhã.

Ficou constatada a atuação desses dois grupos criminosos nos bairros citados. Uma delas agia principalmente no bairro do Ouro Preto e a outra no Cidade Universitária, sendo que nesta, o grupo era liderado por um comerciante que atua no setor de revenda de peças de veículos usados.

Ambas organizações criminosas tinham como principais produtos comercializados a cocaína e a maconha. Foram presos dois homens e duas mulheres, sendo que entre os presos estão os líderes das organizações criminosas. As prisões aconteceram nos bairros do Ouro Preto e Cidade Universitária. Com eles foram apreendidos celulares e uma pequena quantidade de drogas.

Todo o material foi encaminhado junto com os presos para a sede da Deic, no bairro da Santa Amélia, para a realização dos devidos procedimentos cartorários. Participaram da operação equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Radiopatrulha (BPRp), Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), além de agentes da Asfixia, Tigre e Deic.

A população deve auxiliar o trabalho da Segurança Pública colaborando com informações sobre esta e outras organizações criminosas por meio de ligações para o número 181 ou utilizando o aplicativo Disque-Denúncia. O sigilo é garantido.

jaenoticia

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *