Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Geral Alagoas Jovem de 25 anos procura por pai do Sertão de Alagoas que não vê há 20 anos

Jovem de 25 anos procura por pai do Sertão de Alagoas que não vê há 20 anos

Jovem de 25 anos procura por pai do Sertão de Alagoas que não vê há 20 anos
0
0

Patrícia é de Carneiros, sobrinha de Zé Preto, e atualmente mora em São Paulo

A jovem Patrícia dos Santos Silva, de 25 anos, não vê o pai, José Luiz da Silva, há 20 anos. A primeira, e última vez, que ela viu o pai foi há 20 anos, na cidade de Carneiros, no Sertão de Alagoas, na casa do seu tio, conhecido como Zé Preto.

Toda a família de Patricia, inclusive a mãe, que se chama Marinalva dos Santos, continuam morando em Carneiros, e nenhum familiar sabe o paradeiro de José Luiz.

Patrícia nasceu no dia 16 de dezembro de 1994, e se mudou para São Paulo quando tinha oito anos. Ela foi morar com uma tia, mas sempre que está de férias visita a mãe em Alagoas.

Patrícia recorda com emoção do encontro. “A última vez que o vi foi quando tinha 5 anos, que por sinal este encontro ficou marcado na minha mente . Lembro em detalhes da situação, ele chegou na casa do meu tio Zé Preto em Carneiros, cidade essa que toda minha família mora, e foi na casa desse meu tio que aconteceu o nosso primeiro encontro.  Na qual de início eu senti um pouco de medo ao ver meu pai, pois pra mim era um estranho já que era a primeira vez que eu estava vendo ele. Lembro que ele me abraçou, ficou comigo no colo por algumas horas, conversou comigo.  Disse que queria que eu fosse passar uns dias de férias com ele. Mas eu tive medo e não fui, era apenas uma criança e não sabia o que estava acontecendo ali. E então ele se despediu disse que me amava e desde então eu não o vi mais”.

Casa do Tio de Patrícia, Zé Preto, na época

José Luiz da Silva é natural de Pernambuco, e sua mãe, avó de Patrícia, se chama Quitéria Josefa da Conceição. Quem tiver notícias pode entrar em contato com a Patrícia através do telefone 11 98941-9828.

Essa é a unica foto que Patrícia tem de quando era criança

“Procuro por ele incansavelmente, busco notícias.  Pois é uma metade de mim que procuro, é uma peça da minha história muito importante pra mim”, finalizou.

Com 7 segundos

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *