Home Geral Brasil CGU avisa que demitirá servidores públicos que receberam auxílio emergencial

CGU avisa que demitirá servidores públicos que receberam auxílio emergencial

CGU avisa que demitirá servidores públicos que receberam auxílio emergencial
0
0

Servidores federais, estaduais e municipais que fraudaram o auxílio emergencial para receber as parcelas de R$ 600 do governo serão demitidos e responderão por crimes como peculato e falsidade ideológica. Somente serão poupados os agentes públicos que tiveram os nomes e CPFs utilizados por golpistas.

Até o momento, quase 400 mil servidores receberam o auxílio indevidamente. O benefício é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados.

O ministro-chefe da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário, explicou que tem como identificar os servidores que cometeram a fraude a fim de receber o dinheiro do auxílio. Ele avisou que irá “separar o joio do trigo” para depois “literalmente, cortar cabeças”, segundo a coluna de Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Dos 396.316 servidores que levaram quase R$ 280 milhões estão 17.551 militares da União. A maioria dos agentes públicos está no Distrito Federal, estados e municípios: 371.529 servidores. Além desses, a CGU identificou 7.236 trabalhadores federais que receberam o benefício.
Redação

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *