Ambulâncias_728x90
vida_nova_728x90
Home Destaque Confissão de mulher presa revela que inocente foi condenada há 25 anos por crime de latrocínio

Confissão de mulher presa revela que inocente foi condenada há 25 anos por crime de latrocínio

Confissão de mulher presa revela que inocente foi condenada há 25 anos por crime de latrocínio
0
0

A jovem presa e condenada pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte) do taxista Agnaldo Alfredo dos Santos, 63, pode ser inocente e vítima de um erro nas investigações da Polícia Civil (PC) de Alagoas.

A vítima foi morta com dois tiros na cabeça em janeiro de 2014 dentro do carro que trabalhava, um SpaceFox em um dos trechos da Rua Paulina Maria de Mendonça, no bairro da Mangabeiras, em Maceió. Dele foi levada a carteira com os documentos e dinheiro.

Maiara Aves da Silva, na época com 25 anos, foi presa por determinação da Justiça, na casa onde morava com a família no bairro do Clima Bom, parte alta da Capital. Ela foi condenada a 24 anos de prisão e atualmente cumpre a pena no Presídio Santa Luzia, no complexo prisional em Maceió.

Na quarta-feira (29), durante uma operação de equipes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), uma mulher foi presa em um dos bairros da parte alta da cidade. Sem ter o nome divulgado, essa mulher teria confessado detalhes que mudam parte das investigações sobre a morte do taxista Agnaldo Alfredo e inocentam Maiara. Essa nova presa revelou que foi ela, na companhia de dois comparsas, os verdadeiros autores do latrocínio.

O novo depoimento foi encaminhado a Justiça, a fim de que Maia seja libertada e a sentença anulada.

Com emergência 190

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *