Home Geral Brasil Em live, Bolsonaro revela desespero com liderança de Manuela D´Ávila em pesquisa

Em live, Bolsonaro revela desespero com liderança de Manuela D´Ávila em pesquisa

Em live, Bolsonaro revela desespero com liderança de Manuela D´Ávila em pesquisa
0
0

Presidente também mandou recado a seu desafeto João Doria, dizendo que não entregará verba para compra de vacina: “Eu é que sou o governo, procura outro para pagar tua vacina”

O presidente Jair Bolsonaro realizou uma live nesta quinta-feira (29) na qual abordou a situação das eleições municipais, e mostrou estar altamente preocupado com o crescimento da candidatura de Manuela D’Ávila à Prefeitura de Porto Alegre.

Ao comentar a recente pesquisa ibope sobre a corrida na capital gaúcha, o mandatário decidiu fazer um apelo “aos eleitores de Porto Alegre: votar numa candidata do PCdoB (Manuela) acho que é o fim da picada”.

“Vejam o que esse partido defende, os problemas que criam para a família tradicional brasileira”, acrescentou Bolsonaro, sem ser mais específico sobre quais problemas seriam.

pesquisa Ibope divulgada nesta quinta mostrou que Manuela teve crescimento de 3 pontos percentuais na disputa porto-alegrense, saltando para 27% das intenções de voto, e uma vantagem de 13% sobre os três candidatos empatados em segundo lugar. Além disso, ela lidera em todas as simulações de segundo turno.

Em outro cenário eleitoral, Bolsonaro chegou a declarar seu apoio a um candidato: Bruno Engler (PRTB), que concorre à Prefeitura de Belo Horizonte. O mandatário inclusive rememorou uma conhecida piada racista que usou durante a campanha eleitoral de 2018, dizendo que o aliado pesaria “7 arrobas” – há dois anos, o termo foi usado para se referir pejorativamente a membros de uma comunidade quilombola.

Outro tema comentado por Bolsonaro foi o das vacinas, mas desta vez com declarações específicas sobre a relação do governo federal com o Estado de São Paulo para a compra desses produtos.

A principal declaração do mandatário nesse sentido foi negar qualquer tipo de recurso da União para ajudar o governo estadual paulista a comprar vacinas contra a covid-19 – infecção causada pelo novo coronavírus.

Além disso, Bolsonaro explicou a situação em uma série de comentários que mais pareciam um recado direto ao governador João Doria, seu desafeto. “Ninguém vai tomar a tua vacina na marra não, tá ok? Procura outro. E eu que sou o governo, o dinheiro não é meu, é do povo, não vai comprar tua vacina também, não, tá ok? Procura outro para pagar tua vacina aí”, afirmou.

Recentemente, o governo do Estado de São Paulo afirmou que pretende trazer milhões de de 40 milhões de doses da vacina chinesa CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Em um primeiro anúncio, foi prometido que a vacinação teria início em dezembro, mas uma mudança na agenda revelada nesta quarta-feira (28), indicou que o produto não estará disponível para a população neste ano de 2020.

revistaforum

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *