Home Destaque Vídeo Privilegio imoral: Fux diz que STF tentou furar fila da vacina “de forma delicada e ética”

Vídeo Privilegio imoral: Fux diz que STF tentou furar fila da vacina “de forma delicada e ética”

Vídeo Privilegio imoral: Fux diz que STF tentou furar fila da vacina “de forma delicada e ética”
0
0

“Nós não podemos parar as instituições fundamentais do Estado”, justificou o presidente da Corte

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, disse em entrevista realizada nesta quarta-feira (23) que o pedido do STF para prioridade na destinação de doses da vacina contra o novo coronavírus com o objetivo de imunizar 7 mil servidores do judiciário foi feito de forma “delicada e ética”. Tal solicitação foi rejeitada pela Fiocruz.

“O que nós fizemos foi entrar, de forma delicada, ética, com um pedido dentro das possibilidades, quando todas as prioridades forem cumpridas, que os tribunais superiores tenham meios para trabalhar e, para isso, precisa vacinar”, disse Fux em entrevista à TV Justiça.

“Nós não podemos parar as instituições fundamentais do Estado, integrado por homens e mulheres que já tem uma certa ‘maturidade’”, declarou.

O ministro ainda reforçou que o pedido teria sido feito de forma “ética” e que o objetivo foi o de que “o Judiciário tenha a vacina para não parar”.

Assim como havia feito com o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) rejeitou a solicitação sobre a “reserva” de doses, considerada uma forma de tentar “furar a fila” da vacinação.

“Considerando se tratar de um produto novo e ainda não autorizado pela Anvisa, gostaria de verificar a possibilidade de reserva de doses da vacina contra o novo coronavírus para atender a demanda de 7.000 (sete mil) pessoas”, dizia o documento assinado pelo diretor-geral do STF, Edmundo Veras.

Assista:

Tags:

revista forum

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *